Combate contra o trabalho infantil

O Papa recorda com um tweet o Dia Mundial contra o Trabalho Infantil. De fato, são dezenas de milhões de crianças, muitas delas na África, muitas vezes forçadas a trabalhar em condições miseráveis, sem proteção para a saúde e privadas de educação

“As crianças são o futuro da família humana: cabe a todos nós promover o seu crescimento, saúde e serenidade”. Com este tweet na sua conta @Pontifex, o Papa Francisco recordou o Dia Mundial contra o Trabalho Infantil celebrado neste dia 12 de junho em todo o mundo.

Naquele que as Nações Unidas estabeleceram como o ano dedicado ao combate a este fenômeno, 2021 registra 160 milhões de menores que passam seus dias trabalhando em vez de ir à escola e viver sua infância com alegria.

Os apelos de Francisco

“Tantas pessoas, ao invés de fazê-los brincar, os fazem escravos: isso é um flagelo. Uma infância serena permite às crianças olhar com confiança para a vida e para o amanhã. Ai de quem nelas sufoca o alegre impulso da esperança”, disse o Papa em 2013, durante o primeiro ano de seu Pontificado. “Faço um apelo às instituições para que realizem todos os esforços para proteger os menores, preenchendo as lacunas econômicas e sociais que estão na base da dinâmica distorcida em que infelizmente estão envolvidos”, havia reiterado na véspera do Dia contra o Trabalho Infantil no ano passado.

Ler mais